29 de maio de 2014

Corações mansos

Só quem sonha antes de dormir sabe como é acordar para dentro de si.

Pois Sonhar acordado é como definir quanto dos nossos sonhos ascenderão.

E assim, ensaiamos futuros,

Revisando o passado e rascunhando o presente.



Só quem sonha antes de dormir sabe como é o adormecer distinto.

Pois desvendar amores é acreditar em quanto o ineditismo da vida apazigua.

E assim, acreditamos no destino,

Que mesmo inexistente é o nosso maior companheiro.


Só quem sonha antes de dormir sabe qual é a forma mais branda de deixar nossos corações mansos e leves.

E de coração manso o amor se doma.

E de coração leve o amor flui.

E como flui…



Um poema de Luiz Mário e Alessandra Bernardo.

Nenhum comentário: