20 de março de 2011

E na sua delicadeza, meu turbilhão de idéias me separa

sou uma tempestade

Bebo cada gole de verdade engarrafada

Desafios? Mande-me todos, mas no café da manhã...
estou sem estômago.

Mais meias-inverdades. Minhas...

9 de março de 2011

Singular

Bem leve, vento.

Para algum lugar onde a paz me alcançe...

assim, livre de tensões...
passageiras comuns em melodias agressivas.

Me leve, vento

mas, cuide, não me empurre!

preciso de timbres mais leves,

de tons que simpliquem meu labirinto...

Com calma voltarei a singrar todos os mares que me permitir


Bem leve...