28 de dezembro de 2005

Muito bem...

Interrompo miha férias tecnologicas (apesar de espiar todo ia no orkut e no meu mail) pra esclarecer uma coisa que ninguém vai entender. Bem, lá vamos nós, e em caps lock pra todo mundo (ler) ouvir. EU TENHO SENTIMENTOS!!!. É isso mesmo. Fico ressentido com as pessoas. Sou grosso pra c@r@lho com quem me magoa. Tem alguma coisa errada nisso? Claro que não. A gente quer ver pra matar a saudade, e ao mesmo tempo não quer ver... porr@, situação chata, o melhor é cada um cuidar do jeito que sabe melhor, da forma mais perfeita pro (fókiuuuuuuu) do momento. É... tooooodo mundo tá pensando: " O que esse imbecil quer dizer??" É isso mesmo. Dor de cotovelo a gente trata no chute. Avisa por algum meio o quanto a gente gosta ou deixa de gostar, deixa claro a ação que vai tomar, e que se foda o mundo. Meu nome não é Raimundo.

20 de dezembro de 2005

Vou tirar umas férias da Net

E é isso. Feliz natal a todos, um próspero ano. Que tudo de bom fique sempre gravado, marcado em nossos corações, e que as más passagens sejam não esquecidas, para que possamos evoluir, mas que percam a intensidade de sua dor, para que possamos ficar também com a leve pensamento de que a vida é boa sim, mas em alguns momentos podia ser melhor, o que nos faz sempre seguir em frente.

Aos familiares, amigos, Júlia... e todos mais.

Uma boa vida

17 de dezembro de 2005

Eu nem digo mais nada

... ô vida!!

16 de dezembro de 2005

Hum...

Foi só elogiar pra elas não comentarem nada. Alias, eu não lembro de ter postado isso. HIAUEhiHE. E hoje som no Villa bar. (Antigo tribo da lua, não aviso mais). E amanhã também. Ferrou-se o bali hai. Paciência. 25 conto morria na porta. Se bem que a mulherada merecia. IHAEUHiuEHiuhEIuheIh.

Eiiiiiiiii

Juh e Paty, eu amo os comentarios de vcs... =P

15 de dezembro de 2005

Considerações

Bom, ontem a Ghambiarra tocou no susto. Eu explico: Tava em casa mais ou menos umas 18:30, quando um camarada telefonou e pediu pra que a gente tocasse em tal lugar e quebrasse o galho pra ele. Blza, assim foi feito. Na real foi mais festa do que som. Isto é, eu sempre me divirto, mas dessa vez me diverti muito.

Lado ruim: Tive uma porcaria de um sonho ruim hoje. Não podem ser considerado pesadelo porque é uma coisa que eu considero inevitavel, mas mesmo assim é uma merda. Não queria sonhar com isso porque devia passar só uma vez por essa situação, mas se o meu lindo cerebro acha que eu tenho que passar isso dormindo, o que eu posso fazer?

Ps: Som amanhã no Praia da Villa (ex-tribo)
Ps2: Talvez sabado também
Ps3: Se não rolar som sabado, será que eu vou no Bali Hai? Alguém me dá uma dica. =P

14 de dezembro de 2005

Então

Tava triste
chateado
completamente fora da casinha

Louco pra escrever uma meia duzia de poemas

mas ae vem uma(s) praga(s) de um(ns) amigo(s)
e me tira desse marasmo

Valeu

Tô vivo

e a tristeza é só um passado recente

13 de dezembro de 2005

Ansiedade

Mandarei encantar meu violão
assim
com a mágica da canção
expulsarei os mil demônios
que perturbam meu sono

Tentarei escalar os horizontes
dessa forma
com o sereno da vista
arrumarei os tantos pesos
que dificultam meu sonho

Encontrarei
sem pranto ou pressa
o sentido figurado

da ausente beleza singela
perfeita harmonia
que tudo pode
e não se deixa achar fácil

12 de dezembro de 2005

E uma boa segunda feira a todos...

Noticias do dia:

Um: Trabalhei de manhã e vou trabalhar a tarde (quase) toda. Pra quem diz que eu não trabalho, tae a prova em contrário.

Dois: Teve luau ontem no canto, e tá ficando cada vez melhor.

Três: Minha voz tá um lixo. Parece um velho rouco falando

Quatro: Minha filhota vai ficar um tempo por aqui (oba!)

Cinco: Eu vi o filme "O filho do Maskara". É bonzinho. Até que dá pra rir um pouco.

Seis: Finalmente um monitor que presta nesse computador.

Sete: Essa semana a Ghambiarra começa a gravar de verdade (aleluia).

Oito: Café com biscoito.

=P

11 de dezembro de 2005

É, preciso mudar mesmo

Como tinha dito alguns posts atrás, tô disposto a mudar algumas coisas. Hoje tô incluindo mais uma: Academia de ginástica URGENTE!!! Dois shows no mesmo dia não é facil... Assim já cansa, imagina se tiver que fazer alguma outra coisa depois. Ae é fogo. =P

Ps: Mas os shows tavam simplesmente... Shows
Ps2: Baita sacanagem a galera da zimba não passar no festival...
Ps3: Acabei de chegar em casa. =P

10 de dezembro de 2005

Tô feliz e tô triste. Pode isso?

Não pare. Hesitar é negar o que você luta pra obter.

9 de dezembro de 2005

X-box

Incrivel. Passei mais ou menos umas 16 horas jogando x-box. E não me arrependo. é muito massa... só vou dormir porque tem som a noite e eu já tô me sentindo meio tonto. hiauHEIUhIUE. De volta as origens, e viva o video-game. =P

7 de dezembro de 2005

Tudo muda, tudo continua a mesma coisa

Vou mudar algumas coisas na minha vida. Começo pelo meu curso. Vou fazer o que eu quero. Agora eu faço psicologia. Vou mudar também meu comportamento em relação a algumas coisas. Quem é muito bom se ferra na mão dos outros o tempo todo. Tô avaliando também seriamente o cigarro e a bebida. E quero comprar uma bicicleta e começar a fazer natação. Sei que é coisa demais pra fazer de uma vez só, portanto vou começar devagar. A Psicologia já foi. Já dei um jeito de arrumar transferência, e o comportamento tá mudando e bem. Vamos ver o resto.

5 de dezembro de 2005

Musica nova da Ghambiarra


Essa é a banda, pra quem não sabe. Segue a letra de um som novo. =P

Presa ao sol

em passos firmes ela foi embora
decidida a nunca mais voltar
e com os olhos tão estranhos e vermelhos
parecia querer alcançar
a sua alma a muito escondida
na rosa dos tempos despertar
passeava pelas ruas sem destino
ouvindo o som dos pássaros
e o vento balançando seus cabelos
e a distância aumentando a cada passo
e foi então que ela pensou estar liberta
pensou estar livre do mundo

mas percebeu que uma flor
mesmo em liberdade
mesmo sem maldade
mesmo com vontade

ela está presa ao sol

3 de dezembro de 2005

Faz um tempo que eu não posto nada

Então resolvi colocar alguma coisa aqui. Mas o que?? O que vou postar com a minha vã sanidade na noite de hoje?? Nada que preste ué. Sim, nada que preste. Quem sabe quando eu voltar do Praia da villa bar (que vai inaugurar hoje, antigo tribo da lua, com a Ghambiarra acústica) qu conto alguma coisa. Mas por agora não falo nada. :P

29 de novembro de 2005

...

Se eu tivesse formas pra notar
seriam delirios
seriam só lirios
se eu tivesse olhos pra olhar
seriam colirios
seriam só lirios

qualquer coisa que fosse mais
que apenas conhecer o dia
até que soubesse que eu merecia ser

se eu tivesse flores pra contar
seriam pedaços
do que os seus passos

não me mostra o que vai parecer
eu não reconheço
não me esqueço
embora agora naquele momento cinzento
virou a página de apenas mais uma página
ainda assim por pouco me lembrei que fui um pouco feliz

28 de novembro de 2005

É foda...


Olha só esse pó branco que tá saindo do guindaste. Parece pouco né? Só parece. É muito, muito muito mesmo. Entranha em tudo. Na roupa, nos cabelos nos olhos na boca nos dedos, em suma, é uma porcaria beeeeeem fina e beeeeeem leve que o vento manda pra todo lugar. Mas isso não é o pior. O pior é que com esse calorão, o corpo fica suado, fora a umidade do ar. "Ah, Luiz Mário, isso não é nada. Toma um banho quando chegar em casa que tira o pó e o suor." Sim. Eu tomei o banho. A merda é que esse pó branco dos infernos é BARRILHA. Sabe o que é barrilha?? Não?? É uma merda de uma filha da P%$# de SODA CÁUSTICA EM PÓ. Isso mesmo. E tem mais. Essa porcaria quando entra em contato com pele molhada ou com qualquer mucosa do corpo humano queima que é um demonio. Agora imagine uma pele suada, cheeeeeeeeeeeeeeia de soda cáustica. E a boca. E os olhos. E o nariz (sem piadas por favor). E os cabelos. Viu?? Tô todo queimado. Merda.

Ps: E a linda junta médica do inss diz que o trabalho nessa área portuária não insalubre. Há-há-há.

27 de novembro de 2005

Bah

Eu só faço merda. Mas tá limpo. É assim mesmo que as coisas são. Sou humano.

26 de novembro de 2005

É assim que funfa a vida =P


Altas noite. E o nascer do sol foi melhor ainda. Dizem (não sei quem disse mas eu concordo) que cada nascer do sol é único. Quem viu, viu, quem não viu, só lamento. Mas pra dar uma forcinha tem uma foto de um (pequeno, beeeeem pequeno, porque presenciar ao vivo um presente desses é o máximo) momento do que foi esse nascer em particular... Ainda por cima tava bem acompanhado. =P Vou hablar mais o que??

Ps: A lua quando nasceu essa noite também deu show. Coisa mais linda... Valeu pra inspiração

24 de novembro de 2005

Vento vento e mais vento

Amo a minha cidade. Mas podia ter menos vento! Mas que eu vou pegar meu violão e dar uma volta, ah isso eu vou!!!

Ps: Deviam mudar o slogan da cidade: " Visite Imbituba, antes que o vento leve tudo embora."
Minha poesia já não tem mais teu nome
mas vê se não some
porque ainda quero te tocar com os olhos

Minha poesia já não tem mais teu nome
mas quando te olhei
meu coração perdeu uma batida

Minha poesia teve um dia teu nome
e te conheci
me senti numa manhã de primavera

Minha poesia busca algum nome
pra ser livre
e viver a vida como ela é

é
Minha poesia já não tem mais teu nome
falei com a lingua das flores
e não me entenderam

é
Minha poesia não tem mais amores
agora é nova

Mas o meu amanhecer é sem cor
apesar de ser livre

porque

Minha poesia já não tem mais teu nome

Mas vê se não some
Quero te tocar

(pelo menos)

Com os olhos

23 de novembro de 2005

Agora tô indo


Trabalhar. Sim, eu adoro trabalhar. Principalmente de madrugada, naquele porto lindo e maravilhoso, nem me importo com os mosquitos. Nem com o barulho insuportável das grandes maquinzas em operação. Eu adoro ir trabalhar. Na real, o que eu gosto mesmo é de receber no fim do mês.

Ps1: A foto é de um lindo por do sol no porto, só pra mostrar que lá também existem momentos sublimes.
Ps2: Aos colegas conferêntes: Não me levem a mal. Gosto do meu trabalho, só que as vezes não temos saco pra isso.
Ps3: O mês passado foi uma porcaria, portanto agradeço por ter trabalho
Ps4: Nada de importante.

22 de novembro de 2005

Postei uma coisa no flog

Acho interessante que olhem. O endereço está ali nos links. =P

Achei....

... recebi pistas que a minha carteira se encontrava na praia. Eu e meu primo, Tiago "Saraiva" Gaspar empreendemos uma minuciosa busca pelos combros da praia da villa. Muitos copos plásticos, garrafas e camisinhas (sim, muitas mesmo) foram observados. Curiosidades: Um bone da marca "Rapa Nui", uma roupa de borracha de marca desconhecida com o reco deveras avariado, uma cueca (ECAAAAA!!!), um modess (ECCCCAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!), um chinelo havaianas. E muita, mas muita areia. Bom, eis que de repente, enquanto esquadrinhavamos tudo com o olhar, meu nobre parceiro de buscas exclama: "Luiz Mário, essa carteira da UNIMED é sua??" Pronto. A operação busca e salvamento chegava ao fim. Em um buraco cavado pelas mãos torpes e vis do meliante, estava tudo lá. Tudo, menos o dinheiro e o cheque. Deus queira que esse imbecil (sim, porque ladrão é uma raça estúpida) tenha tentado trocar esse cheque ou no banco, ou com alguém que seja conhecido dele, está sustado. Agora vou no centro comemorar.

Ps: Aprendi a lição. Carteira nunca mais. De agora em diante é a identidade no bolso. E a grana contada.
Ps2: Essa histórinha ainda não acabou.

21 de novembro de 2005

A brisa está boa hoje

Me comprometi a ter tranquilidade
Cantei alto para as flores que se erguem serenas
na promessa do verão
as sombras esvoaçando à agradável luz da vela

Uma boa canção

A brisa está boa hoje

Eu me sinto feliz

É, madruguei

e vou ter que ir na delegacia dar queixa porque sabado roubaram minha carteira. Que o corno do ladrão apodreça no inferno.

18 de novembro de 2005

Eu descobri

Porque o coração sempre se apaixona pelas pessoas erradas, porque o coração é um burro. Coração não tem cérebro.

Mas que coisa.

Assim dá vontade!!!

17 de novembro de 2005

Ví o perfume em todas as suas cores...

É tudo muito transitório. Fico me perguntando o que nos leva a sentir (e causar) tanta coisa (paixão, amor, ódio, indiferença, sei lá, chamem do que quiser), já que as pessoas são inconstantes e não fazem o esforço necessário pra poder aproveitar o máximo disso. Não posso reclamar. Faço as mesmas coisas. Deixamos as portas abertas e (nos) magoamos com isso, perdemos o que temos e as pessoas nos perdem, trocamos algumas coisa mais concreta por uma ilusão, sei lá. É normal, é normal. O sonho é conseguir um dia a "alma gêmea", aquele amor incondicional e puro, onde a intensidade do encontro é dividida entre as duas pessoas de forma que o elo criado nunca mais pode ser desfeito. Existe um dito que eu achei interessante: Todas as pessoas tem três corações: Um na boca, para que todo mundo veja, outro no peito, pra mostrar aos amigos especiais, aos familiares e aos amores-comuns. E o real, o secreto, que só é conhecido por sí e por um amor especial. Uma alma gêmea. Mas será que esse papo de alma gêmea existe? Com um pouco mais de 6 bilhões de pessoas no mundo é bem possível, mas pouco provável. Acho que temos dúzias de almas gêmeas espalhadas por ae, mas a possibilidade de acerto depende de fatores diversos, a hora e o local, o humor (sim, porque uma primeira impressão é importante), a convivência, entre muitos outros, mas os que acho mais importântes: A maturidade necessária pra "abraçar" certo sentimento e nos deixar levar, e a vontade de viver com intensidade, de se entregar, de amar mesmo. Toda pratica exige disciplina. O ser humano não foi projetado geneticamente pra ficar com uma só pessoa. Mas o amor foi um sentimento desenvolvido pra isso. Sim, ele pode ser dividido, mas essa divisão implica em dúvidas e rancores, o que acaba por destruí-lo, e a divisão impede uma intensidade maior. O amor foi feito para ser desfrutado de forma simples, sincera e completa, pra ser provado de olhos fechados, ter seu sabor acentuado. Simplesmente não entendo as pessoas que tem medo desse sentimento, aliás, sim, entendo. Algumas vezes uma experiência passada pode ter sido meio traumatizante. Mas que se foda oras. Vi muita gente que se prende a um passado, fica sempre procurando encontrar em outras pessoas aquilo que viveu antes. Pode desistir. Nunca mais encontra. Tem que viver outras coisas. Novas estações ainda vão vir.

Eu realmente tento quando acho que vale a pena.

Eu não vou desistir.

Eu acredito no futuro.

E principalmente: Eu acredito no amor.

16 de novembro de 2005

Adoro mulher que toca violão


Tudo bem, esse não era o tópico que eu ia desenvolver mesmo, só que eu queria arrumar um motivo pra botar essa foto. Amo mulher que sabe tocar. Essa ae tocou com o meu violão no rosa (14/11), dá-le Astolfo. Mas isso não interessa agora.
Hoje o amigo professor ferrou com a vida de todo mundo. Já tem uma praga de um artigo pra entregar na próxima quarta, e ele me vem com um "projetinho" pro dia 30/11. Era só o que me faltava. Agora as boas notícias, tirando o porre (norrrrrrrmal) o som no rosa foi muito massa. Acredito que voltaremos lá mais vezes. Verão na área, mulheres tremei!!! E tem navio no porto. E tem música nova da Ghambiarra (sim sim mais uma um dia a galera escuta todas, vamos com calma). E tem um x-galinha com calabresa que meu lindo papai foi pegar pra mim no Kinka's.
Adoro essa vida. E adoro mulher que sabe tocar violão.

O que eu tô fazendo...

... que eu ainda não fui dormir??

15 de novembro de 2005

Ninguém merece

Depois de acordar de ressaca tive a sorte de ter churrasco em casa (GORDURAAAA!!!!). Mas sabia que a sorte vem e tem que contrabalancear. Agora vou ter que ir pro porto trabalhar, mas também do que eu tô reclamando?? Ainda bem que tem serviço. Depois da uma da manhã eu arrumo alguma coisa pra fazer.

Ps: O som ontem no rosa até que foi legal. Foi meio difícil até a gente se acertar com o batera, mas o tecladista era bom (quando não inventava de fazer o baixo junto). Depois eu posto mais porcaria aqui. =P

Tudo bem tudo bem...

eu tô aqui loco, catando milho. Só sei que tinha um monte de coisa pra escrever mas dont have condition. Amanhã eu penso se digo que amo ela ou não. Ou então faço igual as mulheres em geral e fico só enrolando, sei lá.

14 de novembro de 2005

Como dar um comprimido a um gatinho

Passo um: Pegue o amorzinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquita do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas enquanto segura o comprimido na palma da mão. Quando o amorzinho abrir a boca atire o comprimido lá pra dentro. Deixe-o fechar a boquita e engolir.

Passo dois: Recupere o comprimido do chão e o gato do banheiro. Aninhe o gato no braço esquerdo e repita o processo.

Passo tres: Vá buscar o gato no quarto e jogue fora o comprimido meio desfeito.

Passo quatro: Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço esquerdo enquanto lhe segura firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir as mandíbulas e empurre o comprimido com o indicador direito até o fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada enquanto conta até dez.

Passo cinco: Recupere o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-roupas. Chame sua esposa.

Passo seis: Ajoelhe-se no chão com o gato firmemente preso entre os joelhos, segure as patas da frente e de trás. Ignore os rosnados baixos emitidos pelo gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do gato com uma da mãos enquanto força a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Deixe cair o comprimido ao longo da régua e esfregue vigorosamente o pescoço do gato.

Passo sete: Vá buscar o gato no trilho da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota para comprar outra régua e consertar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da terra e guarde-os para colar mais tarde.

Passo oito: Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa para se deitar por cima de forma qua apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco. Coloque o comprimido na ponta de um canudinho de beber, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com a ajuda de um lápis. Sopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato.

Passo nove: Leia a bula inclusa na embalagem para verificar se o comprimido faz mal a humanos, beba uma cerveja para retirar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangua do carpete com o auxílio de água fria e sabão.

Passo dez. Retire o gato do barracão do vizinho. Vá buscar outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Utilize um elástico como estilingue para atirar o comprimido pela garganta do gato abaixo.

Passo onze: Vá buscar uma chave de fenda na garagem e coloque a porta do armário de novo nos eixos. Beba a cerveja. Vá buscar uma garrafa de uísque. Encha um copo e beba. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data de quando tomou a última vacina contra tétano. Aplique compressas de uísque na bochecha pra desinfetar. Beba mais um copo. Jogue fora a camiseta e vá buscar outra no quarto.

Passo doze: Telefone aos bombeiros para virem retirar o desgraçado do gato de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpa ao vizinho que se espatifou contra o poste, enquanto tentava desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido da embalagem.

Passo treze: Amarre as patas da frente às patas de trás do filho-da-put@ do gato, com a mangueira do jardim, e em seguida prenda firmemente à perna da mesa da sala de jentar. Vá buscar as luvas de couro para trabalhos de jardinagem na garagem. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta seguido de um grande pedaço de carne. Seja suficientemente bruto, segure a cabeça do corno na vertical e despeje-lhe um litro de água pela goela abaixo para que o comprimido desça.

Passo quatorze: Beba o uísque restante. Peça à sua esposa que o leve ao pronto-socorro e sente-se muito quieto enquanto o médico lhe costura os dedos, o braço e lhe remove os restos do comprimido de dentro do seu olho direito. A caminho de casa, ligue para a loja de móveis para encomendar uma nova mesa de jantar. Passe em uma loja de ferragens e compre uma mangueira nova, assim como luvas de couro.

Passo quinze: Trate de tudo para que a sociedade protetora dos animais venha buscar o veado do gato mutante fugido do inferno. Telefone para a loja de animais e pergunte se tem tartaruguinhas.

Viram como é fácil?? =P

Posé... Mais um endereço com a marca LM...


hehehe, tô testando essa naba aqui. É um pouco melhor do que ficar postando no terra, se bem que eu não vou abandonar aqueles flogs não9, só vou incluir mais esse. Aqui é melhor porque não tem que ficar abrindo outra página, é só descer a barra de rolagem, ae me possibilita fazer comentários pequenos se quiser, além de não ter limites de postagens. O único problema é como colocar fotos, o que eu não sei. AHIUHIUEHIU Mas um dia descubro.


Hum... parece que consegui postar uma imagem... hehehe Bjos pra filhota linda do LM. Fuizzz