31 de dezembro de 2010

Aos nossos

Vocês são os melhores...

Absurda e insanamente
unhas e dentes
defendo os meus.

De todas as sete bilhares ,ah licença, de possibilidades
me deram as melhores...

Tirei um Ás de ouros

Os que tem minha sorte, são eles.

Verdade é legado.

26 de dezembro de 2010

Cofre

Quero paz

é meu grito

meu consciente apelo àqueles que confio

não quero que me apontes que fui novo um dia
isso eu já sei

conservatório

Todo erro é coletivo, o pretérito é perfeito.

Eu erro, tu erras, ele erra.

Muito foi feito

Um peso...


E o preço pago, claro, é barato perto do campo

Duas medidas

Prefiro ser renegado, ronin, então.

E meu campo, mesmo pobre, incerto, podre e desarticulado, será harmônico.

Tenho paz

O verdadeiro nutre o que é latente, mas nunca cobra.

ah um pouco de coerência...

Beber a sujeira no fundo do copo foi demais passado. Chega!

Renuncio à todos os títulos

todas as faixas.

só quero ter paz..

24 de dezembro de 2010

Rendição

Não estou sabendo mais o que fazer.

já fui tolo
tentando...

Sorriso!

Mesmo assim, parece-me que a alma é mais longe...

Quero mais é saber o que fazer.

não sou tolo
tentado...

Sorria!

Ainda que verdadeiros, teus olhos parecem me enganar...

Não soube o que fazer.

E, se o futuro o for assim
tolo aquele que dá murro em ponta de faca
tentei...

Sorri!

A sinestesia de uma janela é o perfume de todas as lembranças...

18 de dezembro de 2010

Fato

Suspiro gotas de vida
em ordem
fatos, desejos...

E se acabarem as melodias?
Suave gosto,
declarados ao coração do ouvido...

Ordem!

Suspiro meus desejos de ouvido
em melodias
suaves declarações...

Gotas de vida.

Nova postagem

Então me encontro nesses novos dias
Sabes que o passado sempre parece melhor, porque é definido?
um aroma doce
outono

A mesma medida em que a ampulheta me lança seu destino, impiedosa...
Evoluir
A idéia corre, cada vez menor, mais única.
Nítida consiência

No álcool da arrogância procuro a metáfora sincera
Então joga

Flor, força...
Teu amor vigora tua licença poética.

Propósito
és por demais afoito

O tempo irá dizer

Absolutamente relativo.